Homenageados pelo ICMC

 

 

 


 

 

 

 

 

Prof. Dr. Achille Bassi (Biblioteca)

 

   Achille Bassi nasceu no dia 09/08/1907 em Mondovi, Itália. Frequentou a Universidade de Bologna durante os dois primeiros anos de estudos universitários em Matemática e depois, por motivos familiares, transferiu-se para a Escola Normal Superior, anexa à Universidade de Pisa. Formou-se em 1929 e sua tese foi considerada digna do prêmio “Eugenio Bertini”, que era concedido anualmente em Pisa à melhor dissertação em matemática. Em 1937, Bassi foi nomeado professor interino na Universidade de Bologna para o ensino de Geometria Descritiva e Complementos de Geometria Projetiva e, em 1938, também foi nomeado para a cadeira de Geometria Superior.


   No ano de 1939, a convite do governo brasileiro, mais precisamente através dos contatos entre as Embaixadas Brasileira e Italiana, Bassi transferiu-se para o Rio de Janeiro, iniciando suas atividades na Faculdade Nacional de Filosofia (FNFi), integrante da Universidade do Brasil. O Professor Bassi permaneceu na FNFi (Faculdade Nacional de Filosofia) de 1939 a 1947, onde encarregou-se do curso de Geometria Superior e introduziu no Ensino de Matemática a noção de Topologia Combinatória. 


   Em São Carlos, Bassi organizou e dirigiu o departamento, lecionou, produziu material didático, organizou um curso de Doutoramento, orientando seu assistente Gilberto Francisco Loibel, e ainda angariou recursos para a criação e manutenção da Biblioteca, que hoje leva o seu nome, adquirindo inclusive obras raras para a mesma. Sob a direção de Achille Bassi, o departamento produziu entre 1955-1960 mais de vinte trabalhos científicos. Esta produção tornava o Departamento de Matemática da Escola de Engenharia dos mais eficientes na produção científica da época.


   Por fim, Bassi ainda teve participação política decisiva para a transformação do Departamento de Matemática em Instituto, do qual foi o primeiro Diretor durante os anos de 1972 e 1973, dedicando assim 20 anos de sua carreira à USP de São Carlos.

 

 

(Fonte: http://www.sbhc.org.br. ARQUIVO_GalileuGalilei-divulgacaocientificanaobradeAchilleBassi.pdf)

 


 

 

 

 

Prof. Dr. Luiz Antonio Favaro (Auditório Bloco 4)

 

   Luiz Antonio Fávaro, Professor Titular aposentado do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação, faleceu no dia 4 de abril de 1999, poucos dias antes de completar 60 anos.


   Luizinho, como era carinhosamente chamado, graduou-se em Matemática pela  Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de  Rio Claro em 1962, e no ano seguinte, foi contratado como Instrutor da Cadeira de Cálculo Diferencial e Integral, do Departamento de Matemática da EESC-USP.  Imediatamente após sua contratação iniciou seus estudos de pós-graduação sob a orientação do Professor Gilberto Francisco Loibel. Concluiu seu Doutorado em 1971, apresentando  a tese Sobre singularidades de  aplicações diferenciáveis. De março de 1973 a dezembro de 1974, visitou a Pennsylvania State University e a Brandeis University, em Programa de Pós-Doutorado. Voltando dos Estados Unidos, teve uma atuação fundamental na consolidação das atividades de Pesquisa e de Pós-graduação do Departamento de Matemática que, naquela época contava com apenas outros 6 doutores. Orientou vários mestres e doutores e seus trabalhos sobre Aplicações Estáveis em Variedades Folheadas foram trabalhos pioneiros, que contribuíram para projetar o grupo de Singularidades de Aplicações Diferenciáveis deste Instituto.

 

   Importante liderança do ICMC, durante 30 anos dedicou-se integralmente aos projetos do Instituto como professor, pesquisador e nas diversas posições de coordenação e direção que ocupou durante sua carreira. Em especial, no período 1986-1989, foi Diretor do Instituto.

 

 

 


 

 

 

 

Prof. Dr. Fernão Stella de Rodrigues Germano (Auditório Bloco 6)
 

   Natural de São Carlos, Fernão Stella de Rodrigues Germano graduou-se em Engenharia Civil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) em 1956, onde recebeu medalha de melhor aluno do curso. Após a formatura manteve ligações com a PUC-Rio, onde conheceu um dos primeiros computadores instalados no Brasil. Também atuou como profissional em engenharia civil e trabalhou na Rede Ferroviária Federal.

 

  Em sua trajetória na USP, o professor Germano desenvolveu contatos com diversos pesquisadores no exterior. Sua liderança ajudou na evolução do departamento e do curso de computação do ICMC, do qual também foi vice-diretor. Ajudou a criar vários dos grupos de pesquisa atualmente existentes, dentre eles o Grupo de Engenharia de Software, formado a partir de sua colaboração com o Comitê Técnico TC-8.2 da IFIP (International Federation for Information Processing).

 

   Fernão foi um dos pioneiros na área de computação na USP e no Brasil. Aposentou-se em 1989 e continuou sua colaboração com a USP regularmente por cerca de vinte anos, contribuindo com a formação  de alunos de mestrado e doutorado, e publicando artigos em conferências nacionais e internacionais, a última delas em 2007.

 

 

 


 

 

Prof. Dr. Nelson Onuchic (Saguão) - (Laboratório de Pesquisa)

 

   Nelson Onuchic nasceu em Brodósqui, São Paulo, no dia 12 de março de 1926. Ingressou em 1948 no curso de licenciatura em Física da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade Mackenzie, São Paulo, onde se graduou em 1951.

 

   No período de 1951 a 1955 trabalhou no Departamento de Matemática do Instituto Tecnológico da Aeronáutica – ITA, como Auxiliar de Ensino. De 1952 a 1964 estudou no Departamento de Matemática do ITA. Em 1956 passou para a categoria de Professor Assistente no Departamento de Matemática do ITA. De 1955 a 1956 ele ganhou bolsa de iniciação científica do CNPq para estudar na USP sob orientação de Chaim Samuel Hönig, visando à obtenção de seu doutorado. Em 1957 obteve, com distinção, o grau de doutor em Ciências (Matemática) pela FFCL da USP. Em 1958 ele iniciou o trabalho de implantação do curso de licenciatura em Matemática na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Rio Claro. Em 1959 foi professor visitante do Instituto de Matemática y Estadística de Montevideo, Uruguai. De 1961 a 1962 foi bolsista da John Simon Guggenheim Memorial Foundation, no Research Institute for Advanced Studies - RIAS, em Baltimore, USA. Em 1965 ele obteve a livre-docência em Cálculo Diferencial e Integral pela FFCL da USP.

 

   No período de 1969 a 1971 foi Professor Titular no Departamento de Matemática da EESC da USP. De 1972 a 1982 foi Professor Titular no Instituto de Ciência Matemática de São Carlos, da USP. Aposentou-se como Professor Titular pelo ICMSC da USP em 1982. Em 1964 Nelson Onuchic foi admitido como Membro Associado da Academia Brasileira de Ciências - ABC. Em 1976 passou para a categoria de Membro Titular. Foi membro Fundador da Academia de Ciências do Estado de São Paulo. Foi sócio da Sociedade de Matemática de São Paulo e foi sócio fundador da Sociedade Brasileira de Matemática.

 

 

 

   Em 1973 ele recebeu da SBPC a Medalha do Jubileu de Prata, por seus relevantes serviços prestados à ciência brasileira nos campos da Matemática e da Estatística. Em 1983 recebeu o título de Professor Emérito do Instituto de Ciências Matemáticas de São Carlos, da Universidade de São Paulo. Em 1987 o Edifício de Geociências e Ciências Exatas da UNESP de Rio Claro foi inaugurado com o nome de Edifício Nelson Onuchic. No período de 12 a 15 de junho de 1990 foi realizado no ICMSC da USP uma Reunião Sobre Equações Diferenciais, evento científico que foi organizado em homenagem a Nelson Onuchic. Em dezembro de 2001 o bloco de laboratórios de pesquisa do ICMSC da USP passou a se chamar Bloco de Laboratórios de Pesquisa Professor Nelson Onuchic. Ele orientou alunos com bolsas de iniciação científica do CNPq nos anos 1961, 1963, 1965 e 1966. Orientou quatorze dissertações de mestrado em Ciências (Matemática) e nove teses de doutorado em Ciências (Matemática).

 

(Fonte: Adaptado de Início e Consolidação da Pesquisa Matemática no Brasil – parte 1. RBHM, Vol. 6, no 11, p. 67-96, 2006 67)

 


 

 

 

 

Prof. Dr. Candido Lima da Silva Dias (Sala de Leitura Biblioteca)

 

   Candido Lima da Silva Dias nasceu no dia 31 de dezembro de 1913 em Mococa, São Paulo. Após os estudos secundários ingressou em 1932 no curso de engenharia da Escola Politécnica de São Paulo, mas não se graduou engenheiro. Com a criação da USP em 1934 e a criação da FFCL da USP, Candido Lima da Silva Dias se transferiu em 1935 para o curso de bacharel em Matemática da USP. Ao se graduar em Matemática foi contratado com Assistente de Segunda Categoria. Obteve o grau de doutor em Ciências em 1943 ao ser aprovado em concurso para provimento de Cátedra de Geometria na Escola Politécnica da USP.


   No período de 1948 a 1949 foi realizar estudos pós-graduados nas seguintes IES dos Estados Unidos da América: Harvard University, University of Chicago e Princeton University. Em 1951 Candido Lima da Silva Dias recebeu pela segunda vez o grau de doutor em Ciências ao ser aprovado em concurso para provimento de Cátedra na FFCL da USP. Em 1951 foi admitido na Academia Brasileira de Ciências como Membro Titular. Na década de 1950 foi Diretor de Matemática do CNPq.


Foi membro do Conselho Orientador do IMPA. Em verdade ele foi o idealizador do IMPA. Orientou várias teses de doutorado na USP.


   Em 1978 se aposentou pela USP. Posteriormente ingressou como docente no Departamento de Matemática da UFSCar instituição na qual se aposentou em 1990. Em 1995 foi agraciado com o título de Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico. Sua ascendência científica junto à comunidade matemática brasileira da sua época foi muito forte. Ele foi um dos ativos membros da fase de implantação da pesquisa matemática em nosso país. Faleceu em São Paulo no dia 15 de setembro de 1998.
 

 

(Fonte: Adaptado de Início e Consolidação da Pesquisa Matemática no Brasil – parte 1. RBHM, Vol. 6, no 11, p. 67-96, 2006 67)

 

 


 

 

 

 

Prof. Dr. Odelar Leite Linhares
(Museu de Computação) - (Laboratório Didático - Científico de Computação)
(Bloco de Laboratórios de Ensino)

 

   Odelar Leite Linhares bacharelou-se, em 1956, em Matemática pela extinta Universidade do Brasil. Foi pioneiro no desenvolvimento da Ciência da Computação no Estado de São Paulo. Há um museu com o seu nome no Instituto de Ciências Matemáticas da USP, em São Carlos e um prêmio com seu nome reservado para os melhores trabalhos de mestrado e doutorado aplicado pela Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional - SBMAC da qual foi presidente entre 1979 e 1981 e colaborador de sua fundação.

 

   Foi docente da USP, Unesp, Unicamp e UFSCAR. É autor ou autor orientador de pelo menos 61 publicações. Faleceu dia 30 de maio de 2004.
 

 

 

 

 

           

(Fonte: site do Museu de Computação do ICMC)

 

 



UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
INSTITUTO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DE COMPUTAÇÃO - USP

Avenida Trabalhador São-carlense, 400 - Centro
CEP: 13566-590 - São Carlos - SP

Latitude: -22.0055948
Longitude: -47.8933842

VER NO MAPA ACESSE O PORTAL

TELEFONE

55 (16) 3373-9700

FAX

55 (16) 3373-8888

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

MAPA DO SITE
  • LOGOFF
    Usuário:


    Nível:
  • ÁREA RESTRITA
Loading